Palacio de mafra

palacio de mafra

Quais são as principais características do Palácio de Mafra?

O Palácio de Mafra é também um Convento, uma Basílica e uma Tapada, o que torna este monumento único e incomparável de tão completo ser. Por iniciativa do rei D. João V, o Palácio foi construído em resultado de uma promessa que esse tinha feito caso tivesse descendência da sua mulher, a rainha D. Maria Ana de Áustria.

Quem é o diretor do Palácio de Mafra?

O cargo de diretor do Palácio Nacional de Mafra é, atualmente, desempenhado por Sérgio Gorjão. Foi classificado como Monumento Nacional pelo Decreto de 10-01-1907, DG, n.º 14, de 17-01-1907 (classificou o Convento de Mafra); e pelo Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (classificou a Basílica de Mafra).

Por que o Palácio de Mafra é considerado um monumento ímpar?

O Palácio de Mafra foi classificado como Património Mundial da UNESCO, recolhendo o reconhecimento internacional para um monumento ímpar. Saído da demencial vontade de um rei, o Palácio de Mafra é povoado por mitos e lendas que, em muitos casos, entraram diretamente para o imaginário nacional.

Por que a Capela-Real do Palácio de Mafra é considerada Basílica?

A capela-real do Palácio de Mafra detém a dignidade de basílica por aplicação da Bula de Clemente XI, de 7 de Novembro de 1716, originalmente destinada à capela do Paço da Ribeira e que confere às capelas reais de Portugal essa categoria.

Onde fica o Palácio de Mafra?

O Palácio Nacional de Mafra localiza-se no concelho de Mafra, no distrito de Lisboa, em Portugal, a cerca de 25 quilómetros de Lisboa. É composto por um palácio e mosteiro monumental em estilo barroco joanino, na vertente alemã.

Quais são as características do Palácio-Convento de Mafra?

Para além destas singulares características, o Palácio-Convento de Mafra acumulou diversas distinções ao longo dos anos. Classificado como Monumento Nacional em 1910, foi finalista da eleição das Sete Maravilhas de Portugal em 2007 e é, desde 2019, Património Mundial da UNESCO.

Por que a Capela-Real do Palácio de Mafra é considerada Basílica?

A capela-real do Palácio de Mafra detém a dignidade de basílica por aplicação da Bula de Clemente XI, de 7 de Novembro de 1716, originalmente destinada à capela do Paço da Ribeira e que confere às capelas reais de Portugal essa categoria.

Qual é o nome do Monumento de Mafra?

Foi classificado como Monumento Nacional pelo Decreto de 10-01-1907, DG, n.º 14, de 17-01-1907 (classificou o Convento de Mafra); e pelo Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (classificou a Basílica de Mafra).

Qual é o património do Palácio de Mafra?

Palácio Nacional de Mafra foi classificado pela UNESCO como Património Mundial. Um conjunto de valor universal excecional que inclui também Basílica, cujo frontispício une os aposentos do Rei e da Rainha, o Convento, o Jardim do Cerco e a Tapada. UNESCO: Palácio de Mafra é Património Mundial. Foto: DR

Qual é o nome do Monumento de Mafra?

Foi classificado como Monumento Nacional pelo Decreto de 10-01-1907, DG, n.º 14, de 17-01-1907 (classificou o Convento de Mafra); e pelo Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (classificou a Basílica de Mafra).

Por que a Capela-Real do Palácio de Mafra é considerada Basílica?

A capela-real do Palácio de Mafra detém a dignidade de basílica por aplicação da Bula de Clemente XI, de 7 de Novembro de 1716, originalmente destinada à capela do Paço da Ribeira e que confere às capelas reais de Portugal essa categoria.

Quais são as principais características do Real Edifício de Mafra?

O Real Edifício de Mafra é formado pelo Palácio que cerca a Basílica, cujo frontispício axial une os Paços do Rei e da Rainha, um Convento, um Jardim e uma Tapada, sendo uma das mais magnificentes obras de D. João V que dispôs de privilegiadas condições culturais e económicas para ombrear com as restantes monarquias europeias.

Postagens relacionadas: