Estenose da carótida

estenose da carótida

Quais são as causas da estenose carotídea?

Proteases que digerem o componente fibroso da cápsula. A estenose carotídea afeta principalmente os idosos, raramente ocorre entre os jovens. A causa mais frequente desta desordem é uma placa de gordura e colesterol nas paredes da artéria. 1. Pressão arterial alta,

Quais são as estenoses carotídeas que têm maior risco de AVC?

As estenoses carotídeas superiores a 70% sintomáticas são as que têm maior risco de AVC. Neste caso o doente deverá ser proposto para cirurgia ( endarteriectomia ), para remoção do aperto e assim reduzir o risco de AVC (ver tratamento).

Qual é o grau de obstrução da carótida?

A grau de obstrução da carótida é habitualmente classificado de acordo com percentual de obstrução da lúmen da artéria, ou seja, da parte interna da artéria por onde efetivamente passa o fluxo sanguíneo: Leve: obstrução de menos de 50% do lúmen. Moderado : obstrução de mais de 50% e menos de 70% do lúmen.

Quais são as artérias carótidas comuns?

As artérias carótidas comuns dividem-se em dois ramos carótida interna e carótida externa (ver imagens). O segmento onde a artéria carótida comum se divide para originar as artérias carótidas interna e externa denomina-se por bifurcação carotídea. Este é o local onde mais frequentemente se localiza a estenose carotídea (o aperto).

Quais são os tipos de tratamento para estenose carotídea?

Existem basicamente três tipos de tratamento para os pacientes com estenose carotídea: endarterectomia, angioplastia com stent e tratamento farmacológico. A modalidade de tratamento mais adequada para cada caso depende da idade, do grau de estenose e dos sintomas do paciente.

Quais são as causas da estenose de artéria carótida?

Aterosclerose é a principal causa de estenose de artéria carótida, caracterizada pelo espessamento patológico da camada mais interna desse vaso. Esse espessamento é causado por placas de gordura chamadas de placas de aterosclerose ou ateroma.

Quais são as estenoses carotídeas que têm maior risco de AVC?

As estenoses carotídeas superiores a 70% sintomáticas são as que têm maior risco de AVC. Neste caso o doente deverá ser proposto para cirurgia ( endarteriectomia ), para remoção do aperto e assim reduzir o risco de AVC (ver tratamento).

Quais são as artérias carótidas comuns?

As artérias carótidas comuns dividem-se em dois ramos carótida interna e carótida externa (ver imagens). O segmento onde a artéria carótida comum se divide para originar as artérias carótidas interna e externa denomina-se por bifurcação carotídea. Este é o local onde mais frequentemente se localiza a estenose carotídea (o aperto).

Quais são os riscos de uma obstrução da carótida?

Obstruções menores que 50% não são clinicamente relevantes. Cerca de 2 a 5% das mulheres e 2 a 8% dos homens com mais de 60 anos apresentam obstrução da carótida em grau moderado ou grave. Quanto mais grave for a obstrução da carótida, maior é o risco de AVC. O que são as artérias carótidas?

Como ocorre a obstrução das artérias carótidas?

A maior parte das estenoses surge na área de bifurcação e na porção extracraniana da carótida interna (antes da artéria entrar no crânio). Assim como ocorre nas artérias coronárias do coração, a obstrução das artérias carótidas também é habitualmente provocada pela aterosclerose.

Quais são as artérias carótidas comuns?

As artérias carótidas comuns dividem-se em dois ramos carótida interna e carótida externa (ver imagens). O segmento onde a artéria carótida comum se divide para originar as artérias carótidas interna e externa denomina-se por bifurcação carotídea. Este é o local onde mais frequentemente se localiza a estenose carotídea (o aperto).

Quais são os diferentes graus de estenose carotídea?

A estenose carotídea é classificada e quantificada de acordo com o grau de obstrução ou aperto. Assim, podemos classificar em vários graus a estenose carotídea: Estenose carotídea inferior a 50%;. As estenoses inferiores a 50% não são clinicamente relevantes. As estenoses carotídeas podem estar associadas a sintomas (ver em baixo).

Postagens relacionadas: