A máscara 2021

a máscara 2021

Por que usar máscaras protetoras no ano de 2021?

O ano de 2021 foi o ano em que o uso de máscaras protetoras se consagrou no mundo inteiro, como um lembrete onipresente da emergência sanitária que, em dezembro, chegou a seu segundo ano: a luta contra o vírus da a covid-19.

Qual a quantidade de máscaras produzidas em 2021?

Apenas uma companhia — o conglomerado norte-americano 3M — produziu cerca de 2,5 bilhões de máscaras em 2021. Esse número foi quatro vezes maior que a quantidade produzida em 2019 (antes da pandemia) e um sinal do imenso esforço sendo dedicado à produção de máscaras em todo o mundo.

Quando é preciso usar máscara?

A DGS atualizou recentemente a norma onde são revelados os locais onde a máscara continua a ser obrigatória. O uso de máscaras devido à pandemia de COVID-19 mantém-se em estabelecimentos e serviços de saúde, espaços comerciais e cabeleireiros ou barbeiros, segundo normas divulgadas na sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Qual é a recomendação para o uso de máscara?

A recomendação para o uso de máscara prende-se com o facto de ela servir de barreira quando uma pessoa espirra ou tosse, reduzindo a propagação de gotículas. Isso pode ser importante se a pessoa estiver infectada com covid-19, mas sem sintomas.

Qual é a melhor máscara para tratar os doentes?

O tipo de máscara a ser usada é a cirúrgica, a mais fácil de ser encontrada. Ela não fica tão bem ajustada nas bochechas, mas é considerada uma forma de proteger quem está lidando com os doentes, desde que seja trocada sempre no momento certo, quando começa a ficar úmida. Esta é a máscara FFP1, que está mais popular com o nome de n95.

É recomendado o uso de máscaras cirúrgicas?

Não é recomendado o uso de máscaras cirúrgicas nem de respiradores FFP2 e 3 pela população em geral.

Quais são as regras para o uso de máscaras após o confinamento?

O Governo tornou obrigatório o uso de máscaras em transportes públicos e no comércio, em escolas e noutros espaços fechados com grande concentração de pessoas. A DGS já tinha recomendado o uso de máscaras após o confinamento. Não é recomendado o uso de máscaras cirúrgicas nem de respiradores FFP2 e 3 pela população em geral.

Postagens relacionadas: