Aldeia submersa

aldeia submersa

Por que as aldeias submersas estão a reaparecer o lar de alguém?

E, agora, a seca severa que Portugal e Espanha atravessam colocou a olho nú as ruínas destas casas que um dia foram o lar de alguém. Estas são as aldeias submersas que estão a reaparecer a olhos vistos devido à seca na Península Ibérica.

Como saber se a aldeia está a descoberto?

Nestes alturas, grande parte da aldeia fica a descoberto e, seguindo o trilho que acompanha o rio, poderá ter um vislumbre do que terá sido a aldeia. Apesar da ausência de telhados, as construções permanecem praticamente intactas, sendo possível distinguir diferentes edificações, bem como muros e caminhos.

Quem é o último habitante a sair da aldeia?

‘Ele’ é José Antunes, o último habitante a sair da aldeia. “Se hoje fosse vivo, o homem já tinha uns 150 anos”, ri-se. Aceredo.

Postagens relacionadas: