Renault clio tuning

renault clio tuning

Qual a versão do Clio?

Como era de costume, o Renault Clio teve no mercado nacional uma versão sedan, que também o acompanhou durante boa parte de sua vida, com inúmeras versões para atrair o público.

Quantos cavalos tem o Renault Clio?

No ano de 1991, o Renault Clio recebia um novo motor 1.2 de 60 cavalos – ainda com o auxílio do carburador – mas de concepção mais moderna. Passando-se 2 anos, o Clio ganhava um ajuste de potência do motor 1.4, que agora passava a utilizar injeção eletrônica e tinha potência reduzida para 73 cavalos.

Quais são os defeitos e problemas do câmbio automático norenault Clio?

Nunca teve câmbio automático no Brasil, o que foi um erro. E os defeitos e problemas? Não parece, mas o Renault Clio precisa de atenção especial na manutenção. Mesmo feita corretamente, alguns donos reclamam de eventos e prejuízos com o carro. Fala-se muito no sensor de velocidade que não marca no painel, do sensor de rotação e o tal de partida.

Qual é a segunda geração do Clio?

A segunda geração do Renault Clio foi apresentada em 1998 durante o Salão do Automóvel de Genebra na Suíça. No mercado europeu o modelo viveu até meados de 2005 – já no mercado nacional até 2016/2017 quando foi substituído pelo compacto Renault Kwid. Mas antes, vamos voltar a segunda geração do Clio.

Quais são os aspectos do novo Clio?

Outro aspecto do novo Clio que promete impressionar é o acabamento. Algumas peças do painel e do forro das portas possuem superfícies macias ao toque, algo pouco visto na classe. Tal como o VW Polo e outros rivais, o hatch da marca francesa também apostará na customização.

Qual é a cor do Clio?

O estilo era marcado pela exclusiva cor azul, ressalto no capô e rodas pintadas de dourado. As versões esportivas da segunda geração do Clio ficaram sob os cuidados da divisão Renault Sport (R.S.).

Qual a origem do carro Clio?

Seu nome, um tanto diferente dos demais carros da marca, teve como inspiração a deusa grega chamada Clio — conhecida na mitologia grega como sendo criativa e inovadora. Na época, a versão lançada do Renault Clio era simples e quadrada — modelo típico dos anos de 1990.

Qual é a última geração do Clio?

Na Europa, foi lançado em 1990 e atualmente está em sua quinta geração. No Japão, o Clio foi conhecido como Lutecia porque a Honda usou o nome Clio para denominar o Honda Logo no Japão.

Quais são os defeitos do câmbio automático?

Somado a isso, os automáticos mais recentes não perdem muito em velocidade de troca em comparação aos velozes câmbios de dupla embreagem. Entre os defeitos mais comuns relatados estão trancos, demora no engate das marchas e até travamentos, fazendo com que o câmbio entre em módulo de emergência.

Como saber se meu carro está com problema no câmbio automático?

Ele não deve ter alteração na cor (deve ter tons avermelhados), não pode apresentar qualquer tipo de resíduo e ainda não pode contar com cheiro de queimado. Há outras formas de descobrir que o seu carro ou de terceiros está com problema no câmbio automático. Confira! Como saber se o meu carro com câmbio automático está com problemas?

Quais são os principais problemas mecânicos e elétricos relatados sobre o Clio?

Problema: Esse problema é muito comum no Clio com motor 1.0 16 válvulas, que começa a falhar quando o motor esquenta. O problema é o defeito no corpo de borboleta, que é a peça responsável pela admissão de ar no motor, controlada de acordo com a aceleração do veículo, conforme o acionament do pedal pelo motorista.

Qual a diferença entre câmbio automático e transmissão automática?

É fato que o câmbio automático foi projetado para ter um funcionamento suave e linear, ou seja, ele não deve apresentar trancos e solavancos. A exceção ocorre quando a transmissão automática é de concepção ruim e tais sinais “fazem parte” do conjunto.

Postagens relacionadas: