Medo de agulhas

medo de agulhas

Como se livrar do medo de agulha?

Para se livrar do medo de agulha, especialistas recomendam sessões de terapia. Além disso, técnicas de auto-ajuda, como respiração profunda, meditação e relaxamento muscular também são recomendadas para curar a aicmofobia.

Quais são os exemplos de agulhas?

Lembranças traumáticas da infância, associadas a agulhas, são bons exemplos disso; como o fato da pessoa ter presenciado alguém morrer depois de uma injeção ou receber um resultado positivo, de alguma doença grave, depois de amostras de sangue serem colhidas.

Como Combater a agulha?

Tente fechar os olhos e respirar pelo nariz, inspirando profundamente, segurando e expirando lentamente através da boca. Repita por mais quatro vezes. Treine a técnica várias vezes por dia para se acostumar a utilizá-la. Assim, quando for necessário “enfrentar” a agulha, empregue-a para se acalmar. Deite-se ao tirar sangue ou tomar uma injeção.

Por que as agulhas podem causar dor?

De fato, alguns estudos afirmam que até 10% da população sofre com essa fobia. Embora seja verdade que as agulhas podem causar dor se forem usadas violentamente, a fobia da agulha ou a belonefobia é caracterizada porque a pessoa sofre terror irracional e grande ansiedade que pode se tornar incapacitante.

Por que tenho medo de agulhas?

Algumas pessoas têm medo de agulhas porque se sentem mal, a ponto de desmaiar; se for o seu caso, experimente um método para a aumentar a pressão sanguínea de antemão. Com isso, as chances de desfalecer diminuem.

Por que as crianças têm medo de agulhas?

As crianças têm especialmente medo de agulhas porque não estão habituadas à sensação de que a sua pele está a ser picada por algo afiado. Quando a maioria das pessoas atinge a idade adulta, podem tolerar as agulhas muito mais facilmente. Mas para alguns, o medo das agulhas permanece com elas até à idade adulta.

Como Combater a agulha?

Tente fechar os olhos e respirar pelo nariz, inspirando profundamente, segurando e expirando lentamente através da boca. Repita por mais quatro vezes. Treine a técnica várias vezes por dia para se acostumar a utilizá-la. Assim, quando for necessário “enfrentar” a agulha, empregue-a para se acalmar. Deite-se ao tirar sangue ou tomar uma injeção.

Quais são os exemplos de agulhas?

Lembranças traumáticas da infância, associadas a agulhas, são bons exemplos disso; como o fato da pessoa ter presenciado alguém morrer depois de uma injeção ou receber um resultado positivo, de alguma doença grave, depois de amostras de sangue serem colhidas.

Como cuidar da agulha?

Esterilizar uma agulha em uma chama é bom para uso doméstico, mas não fica completamente estéril, porque a agulha pode pegar contaminantes no ar depois. [14] Se houver quaisquer depósitos de fuligem ou carbono na agulha, limpe com uma compressa de gaze estéril. [15]

Como enfrentar a agulha?

Assim, quando for necessário “enfrentar” a agulha, empregue-a para se acalmar. Deite-se ao tirar sangue ou tomar uma injeção. Deixe as pernas elevadas para evitar a sensação de tontura; fale à enfermeira que as agulhas fazem com que você passe mal e que prefere essa posição, se não for um empecilho. [5]

Como limpar a agulha?

Lave a agulha. Depois de lavá-la com sabão ou desinfetante, você precisa lavá-la com água esterilizada -- a água destilada ainda pode conter bactérias. Enxágue bem para certificar-se de que não haja vestígios de sabão na agulha. [4] Use o vapor. Esse é um dos métodos mais amplamente utilizados e eficazes para a esterilização de agulhas.

Qual é o medo de agulha?

Esse medo quase que irracional de agulhas se chama aicmofobia ou tripanofobia e está ligado ao medo irracional de objetos pontiagudos. Dessa forma, as pessoas que tem essa fobia tendem a ficar ansiosas quando estão próximas a qualquer objeto pontiagudo.

Postagens relacionadas: