Areias do saara

areias do saara

Como era o deserto do Saara?

O que hoje é o árido, quente e inóspito deserto do Saara, no norte da África, era uma região de savanas e pradarias com alguns bosques, lar de caçadores e coletores que viviam de vários animais e plantas, sustentados por lagos permanentes e muita chuva.

Quais são as principais características das depressões no Saara?

No Saara, existem muitas regiões com depressões. Eram antigos lagos há milhares de anos que secaram. As chuvas ocasionais acumulam água da chuva nessas depressões e trazem sedimentos, rochas, poeira. Todos os verões, esses lagos evaporam e, ao evaporarem, fica o sendimento, que é o que voa.

Qual a concentração de poeira no Saara?

O IMN informou que a concentração de poeira no Saara está na faixa de 30 a 50 microgramas por metro cúbico, um número muito alto, comparável ao de grandes metrópoles com alta poluição atmosférica.

Por que a areia do deserto é importante para o crescimento das plantas?

A areia do deserto contém fósforo, um dos principais ingredientes para o crescimento das plantas. O elemento é raro na Amazônia, mas abundante no Saara. Isso porque o deserto africano era um lago durante a pré-história, repleto de algas e micro-organismos. Há 7 mil anos, esse lago secou. Ficou sobrando a areia do leito do lago, rica em nutrientes.

Qual é a diferença entre o deserto do Saara e o território brasileiro?

O Deserto do Saara é um pouco menor que a Europa (10 mil Km 2 ), sendo equivalente ao território dos Estados Unidos (9 mil Km 2 ). Se comparamos a área do Brasil (cerca de 8 mil Km 2 ), notamos que o Deserto do Saara é ainda maior que todo território brasileiro.

Quais são os animais do deserto do Saara?

A fauna do deserto do Saara é formada por poucos animais, uma vez que eles dependem de adaptação ao clima hostil da região. É composta principalmente por camelos, dromedários, antílopes, cabras, além de outros mamíferos, roedores, aves migratórias, insetos, aracnídeos, lagartos e cobras.

Por que o deserto do Saara é tão úmido?

Durante a última glaciação, o deserto do Saara foi mais úmido (como o Leste africano) do que é agora, e já possuiu densas florestas tropicais. Seu clima era tão diferente que recentes estudos revelaram que o Rio Nilo corria antigamente para o Oceano Atlântico em vez de desaguar no mar Mediterrâneo.

Quais são os trechos do deserto do Saara?

O deserto do Saara, no qual se distinguem dois trechos, um dominado por dunas arenosas e denominado Erg, e outro bastante pedregoso denominado Hamadas, compreende parte dos seguintes países e territórios: Argélia, Chade, Egito, Líbia, Mali, Mauritânia, Marrocos, Níger, Saara Ocidental, Sudão e Tunísia.

Quais são as principais características das depressões no Saara?

No Saara, existem muitas regiões com depressões. Eram antigos lagos há milhares de anos que secaram. As chuvas ocasionais acumulam água da chuva nessas depressões e trazem sedimentos, rochas, poeira. Todos os verões, esses lagos evaporam e, ao evaporarem, fica o sendimento, que é o que voa.

Quais os impactos da poeira no continente africano?

Centenas de milhões de toneladas de poeira deixam os desertos da África, cruzam o Oceano Atlântico e alcançam a América do Norte, o Caribe e a América do Sul, onde impactam desde a saúde dos habitantes até a fertilidade do solo.

Quais são os perigos da poeira?

O Instituto da Costa Rica acrescentou que, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde, o perigo gerado pela poeira está em seu conteúdo de bactérias, vírus, esporos, ferro, mercúrio e pesticidas.

Postagens relacionadas: