Chupeta

chupeta

Quais são as principais características das chupetas?

A generalidade das chupetas são constituídas por uma tetina, uma base para a boca e uma pega. A base e a pega têm uma dimensão que impede que a criança sufoque ou engula a chupeta. O uso de chupeta está associado a uma diminuição significativa do risco de morte súbita infantil.

Por que as chupetas são tão importantes para os bebés?

Para satisfazer os mais elevados padrões, as chupetas são desenvolvidas em estreita colaboração com designers e ortodontistas. Os designers MAM desenharam chupetas de diferentes tamanhos, assegurando o máximo nível de conforto para bebés de todas as idades.

Por que a chupeta é uma ameaça à saúde?

Livros sobre bebês publicados entre 1930 e 1955 eram quase unânimes em condenar a chupeta como uma ameaça à saúde, uma causa de desfiguração da boca, de aftas e vários distúrbios digestivos. Não foi sem surpresa que entre 1900 e cerca de 1975 o projeto básico de uma chupeta evoluiu muito lentamente.

Quem inventou as chupetas?

Entretanto, elas apareceram pela primeira vez na literatura médica, na Alemanha, em 1473 quando foram descritas por Bartholomäus Metlinger, e aproximadamente na mesma época um quadro da Madonna e Criança pintado por Albrecht Dürer mostra uma chupeta de pano.

Quais são as melhores chupetas?

A Chupeta Ortodôntica Clássica™ com tetina Ortodôntica, que facilita a posição correta da língua e reduz a pressão na mandíbula. A Chupeta PreVent® com o sistema patenteado de canal de ar sem sucção, que ajuda a reduzir a pressão no palato ao succionar, reduzindo problemas dentários como a mordida cruzada, aberta e posterior.

Quais são as principais alterações do uso de chupeta?

O RGE é muito frequente no lactente, estimando-se que cerca de 50% dos bebés saudáveis terão refluxo e/ou mesmo regurgitação mais de duas vezes por dia. O uso da chupeta foi hipoteticamente associado tanto ao aumento como à redução dos episódios de RGE.

Qual a melhor chupeta para o bebé?

As chupetas ovais ou reversíveis podem ser colocadas na boca nos dois sentidos, sendo que a tetina tem uma forma simétrica. Adaptam-se perfeitamente ao palato da criança, ajudando a desenvolver o crescimento dos dentinhos de forma saudável.

Quais os benefícios da chupeta para crianças com RGE?

Este efeito parece ser intensificado quando se utiliza, juntamente com a chupeta, soluções açucaradas. A chupeta poderá, por essa razão, ser uma boa opção para reconfortar os lactentes durante os procedimentos invasivos, sendo o benefício maior nos recém-nascidos e, possivelmente, mantendo-se o efeito mesmo após os três meses de idade.

Quais são as doenças que a chupeta pode causar?

Há alguma relação entre chupeta e o “sapinho”? A chupeta pode conter fungos e bactérias que causam doenças. Aftas e candidíase oral, conhecida popularmente como “sapinho”, por exemplo, são muito comuns em crianças que usam chupeta.

Qual a importância da chupeta para o bebê?

A sucção ou ato de sugar é um comportamento reflexo do bebê que pode ser observado já no útero materno. Em ultrassonografias, por exemplo, é possível observar alguns bebês chupando o dedinho. Esse reflexo é vital para a sobrevivência, crescimento e desenvolvimento psíquico do bebê.

O que é a chupeta e como ela pode ajudar a combater a síndrome da morte súbita?

Alguns especialistas acreditam que esse hábito (o uso da chupeta) diminui a chance de Síndrome da Morte Súbita do Lactente. Essa condição não é uma doença específica.

Por que usar chupeta durante o sono?

Alguns profissionais recomendam o uso da chupeta durante o sono como forma de reduzir a chance de a criança ser vítima dessa síndrome. É importante que os pais saibam que a maioria das crianças que utilizam chupeta frequentemente a soltam quando adormece, perdendo, assim, a alegada proteção.

Postagens relacionadas: